Categoria Espanhol básico

porDaniel

Materiais escolares

Muitos são os estudantes brasileiros que tentam a cada ano entrar nas universidades públicas ou privadas. Muitos deles se preparam o ano todo para passar nas provas do ENEM e nos vestibulares.

Aqui apresentamos um material de estudo que começa desde conteúdos simples e gradativamente vá se aprofundando afim de possibilitar um aprendizado na lingual espanhola. Neste caso de hoje abordaremos vocabulário no idioma espanhol referente aos materiais ou elementos escolares. Isso tudo para ser consultado on- line desde o computador, Ipad ou celular. Boa leitura!

Bolígrafo => Caneta
Lápiz  => Lápis
Goma  => Borracha
Borrador  => Apagador
Pizarra / Pizarrón  => Quadro
Pupitre  => Banco
Silla  => Cadeira
Lápices de color  => Lápis de cor
Sacapuntas  => Apontador
Tijeras => Tesoura
Cuaderno   => Caderno
Estuche  => Estojo
Regla  => Régua
Crayon  => Giz de cera
Carpeta  => Pasta
Pegamento  => Cola
Cinta adhesiva   => Fita adesiva
Mochila  => Mochila

Deixe seu comentário ou tire sua dúvida. Gostou? Achou útil?… compartilhe com familiares, amigos ou colegas.

porDaniel

Interrogação e exclamação

A interrogação e a exclamação no idioma espanhol é diferente das outras línguas. No inglês o no português apenas são colocados no final das frases. A interrogação (¿?) no espanhol e a exclamação (¡!) no espanhol são colocadas no inicio e no fim da frase.

Para que servem? Servem para representar, por escrito, a entonação interrogativa ou exclamativa respectivamente de um comunicado. São sinais dobres, não simples, já que há um sinal no começo ou abertura e no final da mensagem. Deve estar localizado obrigatoriamente não apenas no início mas no final do enunciado.

O uso correto de ambos os signos.

a) As marcas de abertura (¿ ¡) são características do idioma espanhol e não devem ser excluídas por imitação de outras línguas em que apenas o sinal é colocado no fim das frases.

Exemplos: no português: Que horas são? => ¿Qué hora es? Que alegria em vê-lo! => ¡Qué alegría verte!

b) Os pontos de interrogação e exclamação colocam-se antes da primeira palavra e depois da última palavra da frase ou da mensagem; e separados por um espaço das palavras que os precedem ou os seguem; ¡Caramba!, ¿son ya las tres?

c) Depois de fechar a interrogação ou exclamação pode ser colocado qualquer sinal de pontuação, exceto o ponto ( . ). ¡Qué le vamos a hacer! Otra vez será.

d) Os sinais de abertura (¿ ¡) devem ser colocados precisamente no lugar onde começa a interrogação ou a exclamação, mesmo que não corresponda com o início do enunciado; nesse caso, a interrogação ou a exclamação começam com letra minúscula:

Por lo demás, ¿qué aspecto tenía tu hermano?

Si encuentras trabajo, ¡qué celebración vamos a hacer!

e) Os vocativos ou orações dependentes, quando ocupam o primeiro lugar no enunciado são escritos fora de interrogação ou da exclamação; mas se eles vão ao final da frase se incluem nelas.

Raquel, ¿sabes ya cuándo vendrás? / ¿Sabes ya cuándo vendrás, Raquel?

Para que te enteres, ¡no pienso cambiar de opinión! / ¡No pienso cambiar de opinión, para que te enteres!

f) Quando na escrita há varias perguntas ou exclamações podem ser consideradas como sentenças independentes, ou como partes de um único enunciado.

No primeiro caso, cada marca ou ponto de interrogação ou de exclamação vai começar com uma letra maiúscula:

¿Quién era? ¿De dónde salió? ¿Te dijo qué quería?

¡Cállate! ¡No quiero volver a verte! ¡Márchate!

No segundo caso, essas interrogações ou exclamações são separadas por vírgulas ou ponto e vírgula, e apenas a primeira delas começará com uma letra maiúscula:

Me abordó en la calle y me preguntó: ¿Cómo te llamas?, ¿en qué trabajas?, ¿cuándo naciste?

¡Qué enfadado estaba!; ¡cómo se puso!; ¡qué susto nos dio!

g) Quando a exclamação é composta de elementos curtos, duplicados ou triplicados os pontos de exclamação abrangem todos os elementos:
¡Ja, ja, ja! => kkkkk!: ha, ha, ha!

Deixe seu comentário ou tire sua dúvida. Gostou? Achou útil?… compartilhe com familiares, amigos ou colegas.

porDaniel

Alfabeto

Muitos brasileiros procuram um bom curso de espanhol. Eles precisam estudar o idioma espanhol por diferentes motivos: passar nas provas do Enem ou nas provas vestibulares, ter um melhor cargo no emprego, conhecer vocabulário de espanhol para negócios, etc.

Para todos é apresentado aqui o alfabeto espanhol, cuja tradução seria “el alfabeto español” ou “el abecedario español”. Leia com atenção e curta este momento de estudo!

Algumas das letras do alfabeto espanhol tem vários nomes com tradição e validade em diferentes áreas (regiões) do mundo hispânico (Espanha e América Latina). A nova edição da ortografia tem como objetivo promover um processo de convergência na forma de referir-se às letras do alfabeto espanhol, razão pela qual é recomendado considerar para cada letra do alfabeto um único nome comum

O nome comum recomendado para todas as letras do alfabeto espanhol é o que aparece na lista a seguir em cada letra. 

A recomendação de usar um único nome para cada letra não pretende desconsiderar ou achar incorretas as variantes nos nomes ou denominações que ainda estejam em uso e que são apresentadas abaixo:

  • A letra v tem dois nomes: UVE e VE. O nome UVE é o único empregado na Espanha, mas também é conhecido e utilizado em grande parte da América (México, Colômbia, Venezuela, Argentina, Chile, etc.), onde, no entanto, o nome VE é mais usado e utilizado.
  • Os falantes de espanhol que usam o nome VE muitas vezes o acompanham com os adjetivos “corta, chica, chiquita, pequeña ou baja”, para distinguir na língua falada o nome desta letra com a letra b, cujo pronunciado é exatamente o mesmo. Exemplo: “VE CORTA”, “VE BAJA”.
  • A letra B é chamada simplesmente BE por aqueles falantes de espanhol que usam o nome VE para a letra V. E assim como tem adjetivos que acompanham à letra VE, também os tem para a letra BE, por exemplo: be larga”, “be grande” ou “be alta”.
  • A letra w também tem vários nomes: uve doble, ve doble, doble uve, doble ve e doble u (este último, semelhante ao inglês “double u”). É dada preferência ao nome “uve doble” por ser “uve” o nome comum recomendado para a letra “v” sendo mais natural em espanhol a colocação posterior de adjetivos.
  • A letra Y chama-se “i griega” ou “YE”. O nome “i griego” é herdado do latim, e é a forma mais tradicional e mais generalizada da denominá-la, pois reflete a sua origem e o emprego inicial por parte dos gregos que a emprestaram. O nome YE foi criado na segunda metade do século XIX, por aplicação do padrão da maioria das consoantes, que consiste em adicionar a letra vogal E correspondente à letra consonante. Por exemplo: B: BE, C: CE, D: DE, etc.
  • A letra i, cujo nome é “i” também recebe o nome de “i latina” para a distinguir da letra “i griega”.
  • Ao contrário das palavras acima enunciadas, todas válidas, as alternativas de nomes que tenham recebido algumas outras letras no passado não são consideradas aceitáveis ​​hoje; por isso é aconselhável descartar definitivamente o nome “ere” para “r” ou as formas “ceta”, “ceda” e “zeda” para a letra “z“. Os únicos nomes válidos atualmente para essas letras são “erre” para “r” e “zeta” para “z”.

Gostaria de ouvir no idioma espanhol a pronunciação as letras?

Fonte deste artigo: Real Academia Española, acesso em 02/04/2015 às 11:20 hs. Fonte das imagens: site web da Real Academia española e Google earth.

 
Deixe seu comentário ou tire sua dúvida. Gostou? Achou útil?… compartilhe com familiares, amigos ou colegas.